Carreira de TI – Cursos de TI ou faculdade na área? Onde investir?

Com a evolução da tecnologia e das ferramentas que surgem a cada dia no mercado de TI, muitas vezes nos deparamos com a dificuldade de escolher um caminho para seguir carreira. No meio dessa confusão, uma das perguntas que nos fazemos constantemente é: faculdade ou cursos livres? Afinal, qual é a melhor opção para construir uma carreira sólida nessa área?

Esse é um assunto bem amplo e discutido pelos cantos da internet brasileira.

Talvez pelo fato de não existir uma resposta correta para isso, mas sim um plano/direcionamento que você precisa fazer, baseado nos seus objetivos de vida e carreira.

E esse é o objetivo desse post: não dissertar sobre certo ou errado, mas sim sobre o que você deve fazer, pensando naquilo que você quer ser!

(essa frase ficou bonita, irei colocar abaixo um aplicativo para você tuitar, caso você tenha gostado da frase assim como eu)

[easy-tweet tweet=”Não existe certo ou errado, mas sim o que você deve fazer, pensando naquilo que você quer ser!” user=”BecodeTT” usehashtags=”no” template=”light”]

É nesse sentido que iremos listar algumas dicas para você organizar a sua vida profissional e carreira de TI, pensando nos seus objetivos!

Planeje sua Carreira

Antes de tudo! “Pense no longo prazo. ”

Não tente atingir resultados da noite para o dia, isto é impossível. Tenha paciência, o mercado de TI não vai sumir e se você fizer direitinho, no futuro você irá colher muitos frutos desse planejamento!

E se você parar para pensar, o mercado de TI nunca irá parar de crescer. A evolução tecnológica irá sempre demandar novas habilidades de programação, sistemas, banco de dados, enfim… TI.

O único jeito para que a TI pare de crescer é se criarmos máquinas que superem a inteligência humana, tipo o Exterminador do Futuro, mas isso ainda está distante, fiquem tranquilos, talvez o seu bisneto sofra com isso, neste caso, torça para que ele se chame John Connor.

Voltando a realidade…

Você não precisa ter pressa, mas você precisa sim se capacitar para estar preparado para agarrar as oportunidades que surgirem no caminho.

 “Tá, mas eu não tenho noção do que eu quero para a minha carreira de TI”

Então, para começar, dê uma olhada nesse Infográfico super bacana que mostra as principais áreas de atuação e o perfil profissional de cada segmento da área de TI. O nosso pequeno guia com as principais áreas do mercado de TI talvez te ajude nessa etapa.

Faculdades

Opção 1: Faculdades | Carreida de TI

Então, vamos lá, faculdades… mas antes preciso saber se você já conhece a diferença entre os principais tipos de cursos superiores de TI disponíveis na atualidade. Caso você não tenha certeza quanto a diferença entre os cursos, dê uma olhada nesse post que criei comentando exatamente sobre isso.

Assim, irá ficar mais fácil de compreender as opções de graduação disponíveis.

Bom, se você não leu e nem vai ler o post que citei acima, abaixo segue um resumo para facilitar a sua vida:

Resumo dos cursos superiores de TI
Fonte: hardware.com.br

A faculdade costuma ser a primeira escolha de muitos que resolvem ingressar na área de TI. Ela acaba sendo a opção mais formal, responsável por preparar o profissional leigo para o mercado de trabalho, ensinando desde conceitos básicos, misturando teoria e prática, envolvendo conhecimentos de diversas outras áreas, também necessárias na vida do profissional. Contudo, por vezes, passando um conteúdo muito superficial.  

Cursos Tradicionais

Sistemas de Informação, Ciência da Computação e Engenharia da Computação são as três principais graduações da área. Claro, existem diversas variações, como mostrei no post de cursos superiores de TI, entretanto, essas são as mais famosas e disponíveis em praticamente todas as universidades do Brasil.

Abaixo, irei listar alguns detalhes sobre os cursos tradicionais de graduação:

  • Normalmente são presenciais, ou seja, você DEVE ter disponibilidade*;
  • Cursos longos, geralmente, 4 a 5 anos;
  • Abordam assuntos correlacionados, mas nem sempre focados e objetivos para o seu perfil;
  • Não te ensinam um determinado conteúdo profundamente, te ensinam a buscá-lo;
  • Em sua maioria, focam em formar profissionais acadêmicos.

*Obs: Está surgindo uma nova leva de cursos EAD que ainda não possui o prestígio que possui as grandes universidades presenciais, mas acredito que em um futuro muito breve poderão, inclusive, se tornar a maioria em nosso país, proporcionando o mesmo ensino e o mesmo prestigio que os cursos presenciais. Acredito que isso seja uma questão de tempo e avanço da tecnologia.

Cursos Tecnólogos

Outra opção de graduação bem comum são os tecnólogos, ou seja, cursos de graduação mais focados no mercado de trabalho e não tanto no acadêmico. Ao concluir essa formação, o estudante recebe o título de tecnólogo e não bacharel.

Alguns detalhes importantes sobre os cursos tecnólogos:

  • Assim como a graduação normal, também é ofertada presencialmente, mas é bastante popular no formato online;
  • Geralmente são cursos intermediários, de 2 a 3 anos de duração;
  • Mais focados, ou seja, direcionados para áreas específicas da TI;
  • Vão exigir a mesma dedicação da graduação tradicional, inclusive com relação às provas, trabalhos, monografias, etc;

Cursos Livres (Presencial, Online e EAD)

Opção 2: Cursos Livres | Carreira de TI

Bom, primeiro vamos deixar claro que não há regras ou atalhos ou formato único que faça você se tornar um bom profissional da área ou mesmo um destaque.  Sim, na TI você pode ter uma carreira de sucesso sem ter um diploma de ensino superior. Ao mesmo tempo que, ter um diploma, pode ser pré-requisito para diversas vagas e oportunidades.

Contudo, se desse para resumir, o que importa mesmo é a sua vontade e empenho em alcançar o seu objetivo e, claro, muita pratica profissional!

Constatado isso (e compreendido da sua parte), voltamos aos cursos livres, que são as MELHORES opções para que você obtenha rapidamente um conhecimento específico sobre alguma área. Quando falamos em cursos livres, estamos falando de treinamentos de curta duração – presenciais, online ou EAD – e que não possuem vínculo com o MEC.

Podemos compará-los com as especializações, pois possuem objetivos bem definidos e focados em um determinado assunto. Desta forma, proporcionando uma interação mais direta e objetiva com o tema central do curso.

Cursos Presenciais

Este é aquele tipo de curso que você escolhe um assunto, faz o curso e no final você tem a garantia de que irá poder:

“AGORA EU SEI FAZER ISSO”

Claro, a escola tem que ser boa! Em cursos presenciais, geralmente lidamos com valores mais caros, próximos aos valores de mensalidades de universidades renomadas (ou não), isto irá depender da qualidade do curso que você está contratando. Escolas renomadas, com instrutores de qualidade e com metodologia própria, obviamente, serão mais caras do que escolas que contratam o sobrinho do chefe para vir dar umas aulas de construção de sites utilizando o WIX, por exemplo.

Em cursos presenciais, o grande diferencial é o instrutor que estará totalmente disponível para sanar suas dúvidas e garantir que você termine o curso sabendo no mínimo o dobro que você sabia ao iniciar o treinamento.

Se você tem a possibilidade de locomoção e pode investir em um treinamento presencial. Este sempre será uma excelente opção!

Minha dica: mescle cursos presenciais com cursos online, pese a urgência daquele conhecimento para a sua situação atual e, com isso, opte por um dos modelos.

Cursos Online (Presencial, Online e EAD)

Os cursos online vêm ganhando muito espaço no mercado por dois motivos principais: facilidade de acesso e a possibilidade de dar continuidade em seu próprio ritmo. As metodologias adotadas facilitam (e muito) o aprendizado, que geralmente acontece de forma intensiva e prática. Nessa modalidade, os alunos também têm liberdade de horário e garantem certificados reconhecidos no mercado de trabalho.

O fato aqui é que muitos interessados em iniciar carreira em TI, em um primeiro momento, ainda não fazem ideia de qual área seguir. E por esse motivo, os cursos online são uma ótima opção para quem quer aprofundar seus conhecimentos e obter informação de qualidade sobre algum determinado assunto/área.

Entretanto, nem tudo são flores. Com exceção dos cursos mais básicos, os cursos online costumam ser voltados à áreas mais específicas e podem exigir conhecimento prévio do aluno ou ainda, capacidade de ser autodidata. Por isso, é bacana, na hora de escolher o curso, avaliar o método de aprendizagem e as formas de interação com algum tutor ou acesso direto a algum Fórum para buscar ajuda se necessário.

Os cursos online são uma ótima escolha para quem já está no mercado e deseja ampliar os conhecimentos ou para quem quer descobrir tecnologias novas e diferentes, ou seja, são considerados uma excelente ferramenta para os profissionais estarem sempre atualizados com as tecnologias do momento, melhorarem suas habilidades técnicas e darem uma turbinada (rápida) no currículo.

Cursos livres EAD

Além dos cursos presenciais e online, há um misto. O que chamamos de cursos EAD. Imagine o seguinte, o curso presencial adaptado para ser transmitido de forma online. Ou seja, você ainda possuirá um professor que irá te passar os conhecimentos. E, além disso, ainda terá o compromisso de assistir a aula em um determinado dia da semana e horário. A única diferença é que agora você estará assistindo de casa, um vídeo compartilhado com mais umas centenas/milhares de pessoas, dependendo da capacidade de transmissão da escola.

Neste caso, nem sempre você terá a oportunidade de falar com o professor, visto que, em muitos casos, ele irá lidar com grandes quantidades de alunos. Portanto, antes de comprar, sempre verifique a média de alunos para um determinado curso, assim você garante que suas dúvidas serão ouvidas.

Faculdade ou Cursos Livres?

Opções - Cursos Livres ou Faculdade

Para um profissional se especializar em TI, ele deve consumir informação de várias formas – seja através de cursos livres ou da graduação. Ambos modelos de ensino são válidos e inclusive se complementam para os estudantes que desejam se destacar como profissionais.

A faculdade é fundamental para quem quer ser contratado por uma grande corporação, tentar a carreira fora do país ou aproveitar oportunidades com etapas rígidas de recrutamento.

Já os cursos online são ótimos guias e complementos para áreas mais específicas do mercado, proporcionando informação e prática profissional àqueles que desejam aprender de uma forma muito mais rápida e, ainda assim, com qualidade e com foco nas reais necessidades do mercado de trabalho.

Mas lembrando que, na área de TI, experiência e tempo de atuação no mercado contam e muito. Os projetos e trabalhos que você já colaborou vão valer tanto quanto as suas formações no papel.

Resumindo…

Vou resumir alguns pontos importantes que vimos neste artigo.

Em um bom plano de carreira, você deve sempre procurar aprender cada vez mais. Em outras palavras, investir em sua formação!

Para um profissional de TI que deseja ser um especialista na área, cursos livres e cursos de graduação são modelos de ensino válidos e complementares para estudantes que desejam se destacar no mercado de trabalho.

Os cursos livres são ótimos para:

  • Experimentar ou testar uma nova área do conhecimento
  • Quem já está no mercado e deseja ampliar os conhecimentos, especializando-se em uma área específica
  • Turbinar a carreira e descobrir tecnologias novas ou áreas que carecem de profissionais e estão crescendo
  • Aprender algo de forma rápida e prática, talvez para agarrar aquela oportunidade de estágio/emprego
  • Focar no mercado de trabalho profissional
  • Quem deseja praticidade e comodidade
  • Preencher o currículo com certificações de mercado

A faculdade é a melhor opção para:

  • Quem já sabe que caminho deseja trilhar em sua carreira de TI
  • Quem tem tempo e dinheiro para concluir o curso
  • Quem deseja tentar a carreira fora do país ou ingressar em grandes empresas com políticas rígidas de recrutamento
  • Construir uma excelente base teórica
  • Ingressar na carreira acadêmica
  • E, claro, quem deseja deixar os país orgulhosos!

Minha sugestão objetiva sobre a questão inicial (cursos livres ou faculdade?) é simples: os dois!

Se possível, comece com um curso superior. Já está na faculdade? O financeiro está em dia? Invista em cursos livres para se especializar em alguma área e/ou acompanhar o mercado de TI que cresce a uma velocidade incrível. Sim, a faculdade não consegue acompanhar este ritmo!  Sendo assim, não se contente apenas com o conteúdo visto em uma faculdade.

“Ahh, mas eu não tenho dinheiro para uma faculdade agora…”

É, eu sei, uma faculdade pode custar bem caro. Se esse for o caso, foque em cursos livres! Com foco e determinação e, claro, muita pratica, você com certeza irá conseguir um emprego. Desta forma, viabilizando uma faculdade no futuro!

Resumindo, tudo irá depender da sua situação atual e onde você quer chegar. O importante é você traçar um plano economicamente viável e executá-lo aos poucos, com paciência, foco e determinação.

Curso Online de Lógica de Programação | O seu primeiro passo para ingressar no mercado de TI

Erick Scudero

Escrito por Erick Scudero

Especialista em Marketing Digital e apaixonado por tudo que envolve o universo de tecnologia e comunicação. Durante sua jornada na terra dos cangurus (Austrália), atuou em diversos projetos prestando consultoria em questões de UX, SEO, Marketing Digital e modelos de negócio com foco em startups. É cofundador da Becode, da M2up e instrutor de cursos presenciais na TargetTrust.

56 Comentários

Leave a Reply
  1. Cara você é fera! este artigo me ajudou muito a ter certeza de que essa é a minha área TI é um mundo maravilhoso e saber ingressar nele com sucesso é muito bom. Este artigo com toda certeza me ajudou a poupar um tempão da minha vida, a trassar um objetivo. Obrigado!

  2. Fiquei bem esclarecido sobre ti com este artigo…..amigo só gostaria de pefir um conselho ai como pergunta..
    Tenho 47 anos ..só conheço o basico de informatica…
    Posso ter problemas em me adaptar…

    • Olá, Nelson, então, sim… Infelizmente, há um longo período de adaptação. No seu caso, acredito ser uma escolha arriscada. A não ser que você deseje aprender TI como uma atividade complementar ao que você já faz hoje. Caso seja esse o caso, não vejo problemas. Mais conhecimento é sempre interessante!

  3. Boa tarde, Erick!

    Estou querendo começar um curso em TI, mas estou me achando velho, estou com 38 anos e tenho medo de não ter espaço no mercado quando terminar o curso, sou muito curioso e quero muito ficar expert na área de informatica, estou querendo fazer tecnólogo em Gestão TI.

    O que você me aconselha a fazer? Esse é o curso certo me? ajuda ai.

    Obrigado.

    • Olá, Roberto, tudo bem? Então, é sempre muito difícil opinar sobre esse tipo de situação, pois eu não conheço muito sobre você e o que eu falar aqui pode, de uma forma ou outra, influenciar o seu futuro profissional.

      O que posso te dizer é que o mercado de TI é um muito receptivo aos profissionais qualificados. O que quero dizer com isso? Se você for bom, pouco vai importar a sua idade. Até fizemos um artigo sobre isso:
      Carreira na TI depois dos 30? Veja 10 dicas para vencer o preconceito!

      Contudo, apenas um tecnólogo ou faculdade, na área de TI não será suficiente. Pois estamos falando de uma área muito dinâmica e que muda a todo momento. Eu diria, que seria necessário, no mínimo uns 4 anos de experiência profissional para só depois pensar em alçar voos maiores na área. Se você for seguir com esse plano, pense bem nessa questão de tempo de maturação do conhecimento e não dependa só da faculdade. Esse é um dos principais erros dos profissionais da área.

      Abração, espero ter ajudado de alguma forma 🙂

    • Lucas, tudo bem? Posso estar errado, mas até onde eu sei o “Engenheiro da Computação” lida mais com hardwares. Talvez você esteja confundindo com o “Engenheiro de Software”. Esse sim será um cargo que se assemelha mais ao do Software Developer que irá lidar com o desenvolvimento de sistemas e softwares. Abraços!

  4. Olá na verdade eu entrei nessa página a procura de algo que me levasse a um curso de TI gostei muito do que li mais tem um problema não entendo nada de computador e quero muito aprender mais é difícil achar alguém realmente com interesse de ensinar principalmente a alguém com 47 anos mais uma hora eu acho por TI é muito interessante eu tenho faculdade de Direito mais não quero segui essa área quero mesmo é lidar com computador mais obrigado me ajudou a saber aonde me direcionar.

    • Henrique, tudo bem? Isso depende de uma série de fatores e do seu perfil profissional e pessoal. Poderíamos fazer um artigo só sobre isso. Mas grosseiramente falando, se você gosta de estabilidade de carreira, vá para o perfil público. Se você gosta de desafios, inovação e empreendedorismo, vá para o perfil privado. Abraços!

  5. BOM DIA ERICK…
    SOU PORTE IRO, TENHO 39 ANOS, MAS ESTOU CANSADO DESSA ÁREA. VOCÊ ACHA QUE DÁ TEMPO DE COMEÇAR NA ÁREA DE TI, POIS EU GOSTO MUITO DE INFORMÁTICA E QUERIA UMA OPINIÃO SUA QUE MAIS EXPERIENTE.
    DESDE JÁ, OBRIGADO.

    • José, tudo bem? Então, nunca é tarde para mudar de área, mas essa é uma pergunta que eu não posso responder por você. Isso irá depender de muitos fatores, sendo o principal deles:

      “Como você irá se adaptar a essa nova área?”

      A resposta para essa pergunta só você irá conseguir descobrir. Recomendo que você faça um curso de Lógica de Programação, se você se adaptar bem, faça outros cursos e vá se especializando cada vez mais. Enquanto isso, também buque vagas na área. Não vou te mentir… não será fácil, mas também não é impossível. Portanto, não saia do seu emprego que você tem hoje, sem antes conseguir algo concreto no setor de TI, certo? Abraços e espero ter ajudado! Abaixo, vou deixar alguns links para você:

      Curso de Lógica de Programação e Algoritmos
      Procurando vagas de TI? Confira 12 Sites que podem ajudar você!

    • Henrique, não. Cursos livres, por definição, são treinamentos (presenciais, ead ou online) que não possuem vínculo com o MEC. Em outras palavras, não contam como formação superior ou técnica. Esse é o lado negativo, mas o lado positivo é que esses cursos tendem a ser muito mais atualizados e práticos, voltados para o mercado de trabalho. Os nossos cursos são livres. Abraços!

  6. Olá Erick! Meu nome é Júlio e tenho 29 anos. Sempre me dei bem com TI e nunca fui de depender de técnicos – sou auto-didata em quase tudo que faço. A principio computação não era uma área onde eu queria me formar, mas acabei tendo que desenvolver habilidades e hoje tenho um conhecimento que pode ser aproveitado (redes, programação… o básico). O problema é que abandonei o colégio com 15 anos, e se eu for cursar um supletivo hoje vai demorar cerca de 3 a 4 anos; tempo de aperfeiçoar muita matéria. Minha pergunta é: entro nos padrões e curso uma faculdade aos 34 anos para terminar aos 38 ou 39, ou continuo estudando em casa e aproveitando as 5 horas que me sobrou do dia para estudar TI e confiar apenas no meu potencial? também tem a possibilidade de eu cursar um supletivo a distancia mas terei que dedicar muito tempo aos livros chatos. Inglês, redação e matemática eu já estudo nos finais de semana e gosto muito. Muito obrigado e parabéns pelo artigo!

    • Júlio, analisando apenas o mercado de trabalho. Recomendo que, no mínimo, faças o supletivo para ter a formação de ensino médio. Isso conta muito. A faculdade também é muito importante. Contudo, no ramo da TI, se você for bom no que faz, isso vale mais do que o próprio diploma. Se você para montar um plano de carreira para você, eu diria:

      Supletivo + Cursos Livres

      Sem o diploma de faculdade, você terá uma desvantagem no mercado de trabalho formal (vagas de emprego). Contudo, para vagas freelancer e para empreendedorismo próprio, a sua formação pouco vai importar. O que vai importar mesmo é se você sabe fazer (know how).

      Júlio, te desejo boa sorte. Espero ter ajudado!

  7. Ótimo post Erick, parabéns.
    Tenho 22 anos, pretendo entrar em um corso superior…
    Estou na dúvida entre: análise e desenvolvimento de sistemas, rede de computadores ou sistema de informação.
    Qual desses você me indicaria ou até msm outro, abraços.

  8. Olá boa tarde!

    Me chamo Julio Cesar, tenho 24 anos, e só agora me veio o desejo de investir em estudos superiores, e em uma carreira especifica, sou do tipo de pessoa que adora tecnologia e seus afins..porem nunca soube de fato em que área seguir dentro da informatica, não tenho o perfil matemático, nem o perfil de designer rsrs porem gosto de desafios, solucionar problemas, aquele programa que não abre, ou é lento, encontrar as melhores aplicações do para otimizar e facilitar o dia dia com a computação..me veio recentemente com muitas pesquisas o interesse pela área de TI, sem duvidas esse texto, esta pagina, me deu mais clareza de como prosseguir no inicio de uma carreira, a opção de cursos livres, foi algo que eu não vi em outros sites! até agora a minha visão era de já começar em um tecnólogo na área de TI(sem nenhum conhecimento) muito obrigado pelo belo texto, limpo e esclarecedor!!!

  9. Ola, estou adorando o blog. Tenho 21 anos e me interessei agora pela área e o que mais gostei acho que foi a programação e (acho) que irei focar no mobile irei fazer os vest amanhã para analise e desenvolvimento de sistemas acha que é uma boa? Já venho vendo videos sobre logica de programação e lendo bastante, pretendo fazer vários cursos livres enquanto curso a faculdade. Acho que a faculdade vai ser importante para ter uma ”base” e claro para o mercado de trabalho que pelo o que vi exigem bastante o ensino superior.

    • Disse tudo! Faculdade é excelente para ter uma base, mas para você aprender o que realmente o mercado demanda, você irá precisar de cursos livres.

      No mais, mantenha esse foco, isso é muito útil e vai te ajudar bastante! A área de desenvolvimento mobile é um setor que só tem a crescer. Sucesso, Amanda e obrigado por acompanhar a Becode 🙂

  10. Muito bom o artigo, esclareceu muitas dúvidas. Estou pensando em começar a faculdade de engenharia da computação a distância. Gostaria que vocês me ajudassem, me dizendo se a faculdade a distância é boa ou não em relação ao aprendizado .

    • Paulo, na TI, o que define a qualidade do seu aprendizado é o quanto você se envolve com o conteúdo. É preciso praticar e estudar por fora também. Cursos livres e online podem ser o seu aliado nesse sentido.

      Quanto a ensino superior, é notório que com cursos superiores e presenciais você acaba se envolvendo mais e, por isso, tendo uma qualidade superior de ensino. Contudo, se você que consegue manter o mesmo nível de envolvimento com escolas EAD de ensino superior, acredito que você não perderá em qualidade. Mas ai vai de perfil, você tem que ver o que se encaixa melhor para você. Espero ter ajudado. Abraços!

  11. Tenho essa dúvida por que onde moro não temos muitas opções de cursos presenciais, ainda mais nessa área de TI, por isso acabei optando pela EAD. Agradeço pela ajuda e parabéns pelo trabalho que você vem fazendo, esclarecendo dúvidas e ajudando pessoas como eu rsrs, grande abraço!!

  12. Boa noite! Tenho 38 anos, sou professora de Educação Física, sempre gostei de informatica, não sei programação, mas sempre me virei na computacao, fuçando tudo, formatação, essas coisas, não fiz TI por bobeira minha, na época achava que era coisa de homem. Hoje me arrependo. Não estou feliz na minha area. A idade seria um empecilho? estou vendo um curso de sistemas de internet EAD. Acha que é uma boa area? E por nao saber programação, esse curso seria bom pra mim?

    • Olá Joseane, tudo bem? O mercado de TI é majoritariamente composto por homens, mas cada vez mais as mulheres tem ingressado nessa área, o que é excelente! Mas então, toda troca de área tem o seu risco, mas se você está infeliz na sua área, acho que vale a pena avaliar. Contudo, antes de se comprometer com uma faculdade cara, sugiro que você faça alguns cursos online para ver se você leva jeito para a área. Recomendo seguir essa linha de cursos aqui

      Abraços e espero ter ajudado!

  13. Olá Erick. Parabéns pelo excelente artigo.
    Você pode sanar um dúvida minha?

    Eu possuo 34 anos. Não sou da área de TI.
    Minha experiência de trabalho é toda em gerência comercial.

    Atualmente decidir mudar de área e fazer um planejamento para trabalhar e morar no exterior.

    No momento estou fazendo um curso técnico de automação industrial. Além deste curso eu desejo entrar na área de TI também.

    Percebo que os profissionais da área de TI tem muita facilidade para trabalhar no exterior em lugares como Singapura, Austrália etc.

    Minha divida é a seguinte.
    É um bom investimento e planejamento realizar cursos para tirar certificações internacionais em TI como as da Microsoft MOS, MCSE , MCSD e afins com foco em conseguir trabalhar no exterior na área de TI?
    Meu foco é conseguir um emprego em uma boa empresa fora do Brasil.
    Qual a sua opinião?

    Qual o melhor caminho a seguir com foco em trabalhar e viver fora.

    Obs. Fazer outra faculdade no Brasil não está nos meus planos por motivos de força maior.

    Obrigado! Fico ansiosamente aguardando a sua posição.

    • Marcelo, se você for trabalhar fora, as certificações internacionais vão sempre ser uma ótima escolha. Simplesmente porque elas tem validade INTERNACIONAL, como o próprio nome já diz. Eu diria para você terminar algum curso superior (ensino superior é sempre bem visto, independente do país) e complemente esses estudos com cursos online que vão te ajudar a conquistar algumas certificações internacionais, como você mesmo já está planejando.

  14. Olá, tudo bem?
    Eu faço curso de informática profissional, e pretendo seguir carreira de TI , quero fazer ciência da computação, mas na eis ao certo o que é , poderia me explicar por favor .!?

  15. Erick, boa tarde!
    Gostei muito do post, confesso que nunca fui fã da área… Sou formado em ADM e estou fazendo mba em Gestão de Negócios. Durante uma palestra na universidade sobre indústria 4.0 vi de fato o tamanho da importância daqui para os próximos anos… Li bastante coisas sobre Big Data e BI, você me indicaria alguma curso introdutório destas áreas?
    Muito obrigado!

  16. Oi, tudo jóia?
    Tenho 21 anos, passei em uma federal pra Gestão da Informação, mas não tenho conhecimento aprofundado na área de TI, não manjo de programação e nem nada, porém me surgiu interesse em seguir profissão na área. Vi que o curso de GI aborda mais conceitos administrativos e filosóficos na área e a minha dúvida é, se esse seria um bom curso pra que eu possa ingressar na área, se após eu terminá-lo, eu teria chances de me dar bem no mercadp de trabalho apenas com essa faculdade, ou seria apenas perda de tempo e eu deveria fazer algum curso técnico pra entender mais sobre programação e só depois pensar em faculdade?

  17. Oi sou Amália tenho 35 anos, e sempre quis fazer curso superior, gosto muito de informática não sei nada de programação, meu último emprego foi como almoxarife e estou iniciando o curso de gestão de tecnologia da informação Ead, e estou com receio com receio de ser perda de tempo. O que você me diz

  18. Sensacional o artigo!
    Me ajudou muito, estava com uma dúvida cruel em investir em cursos livres enquanto estou pagando a faculdade.

    Na verdade eu estou fazendo: Facul de ADS/ Técnico em Telecomunicações/ E pretendo fazer cursos livres em tecnologias de redes como Mikrotik, Cisco e etc…

  19. Olá, tenho 17 anos e vou começar a faculdade de tecnologia em gestão da tecnologia da informação, acha que começo bem por esse curso ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conheça as 5 principais ferramentas para construir diagramas ER

Diagramas ER: conheça as ferramentas que irão facilitar a sua vida!

Os 10 comandos SQL que você não pode viver sem! | Becode

Os 10 comandos SQL que você não pode viver sem!