Como escolher a primeira linguagem de programação?

Veja todos os critérios que você deve levar em consideração na hora de escolher a sua primeira linguagem de programação. Confira!

A área de desenvolvimento sempre esteve em alta, independente da economia ou do ano em que falamos. Uma forma de perceber isso é através do noticiário, que vive falando do grande número de oportunidades abertas em TI e do crescimento anual do setor. Portanto, se você quiser entrar na área, tem como!

O que acontece, muitas vezes, é que nem sempre é fácil saber por onde começar. Se você for procurar a informação na internet, por ser um mercado muito técnico, frequentemente você irá se deparar com artigos extremamente difíceis para a compreensão de um leigo, ou melhor, de alguém que está procurando dar os seus primeiros passos na área.

Por exemplo, uma das dúvidas mais comuns que ouvimos de iniciantes no setor é a seguinte:

“Qual linguagem de programação devo aprender primeiro?”

Sim, todo mundo que entra na programação já se perguntou isso. E, como muitos programadores seniores pensam, a resposta não é tão simples. Essa é uma escolha extremamente importante e que pode definir o rumo de uma carreira.

Mas então, como escolher uma linguagem que fará sentido para você e para a sua carreira? O que será melhor para um iniciante? Continue lendo para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto!

Fique de olho no mercado de TI

Antes de começar a aprender uma linguagem, é importante que você entenda o que está em alta no mercado. Todo ano são publicados rankings que mostram quais linguagens são as mais usadas naquele período. Mas é necessário saber interpretar esses dados. Nesse artigo da Becode, criamos um compilado sobre as principais linguagens de programação do mercado. Recomendo como uma leitura complementar.

Importante! Não adianta escolher a linguagem que está mais em alta e começar a estudar. Isso só faria você aprender uma linguagem, não necessariamente a que te dará oportunidades e satisfação no trabalho. Isso vale para qualquer área da vida, não apenas em TI.

Sendo assim, pesquise sobre o mercado em que você pretende atuar. Se você quer ser programador em São Paulo, por exemplo, se informe sobre quais linguagens de programação estão bombando naquele estado. Seguindo a mesma lógica para outros estados e até países.

Pergunte para profissionais do setor, para a Becode nos comentários, em fóruns da internet, professores e amigos. Quanto mais informação melhor. É em cima desses dados que você vai tirar os insights que precisa: “qual linguagem devo escolher?”

Facilidade de aprendizado

A facilidade de aprendizado é um fator importante na hora de escolher uma primeira linguagem de programação. Talvez você não queira já entrar no mercado, mas apenas ser introduzido na área de desenvolvimento, o que é algo comum (pessoas que não programam profissionalmente, mas querem saber como tudo funciona).

Alguns dos membros da Becode iniciaram assim, estudando para aprender, não como um foco profissional. Nessa categoria, recomendamos duas linguagens que são excelentes para quem está começando agora.

JavaScript

Recentemente, respeitadas universidades norte-americanas resolveram adotar essa linguagem como plataforma introdutória de programação nos seus cursos. Foi uma atitude polêmica no setor, mas que visa ajudar quem está começando agora.

Por que essa mudança? Basicamente, porque JavaScript (JS) é uma das linguagens mais simples de aprender. No caso, o programador, ao invés de se preocupar com SDKs, IDEs e compiladores, já pode iniciar com a linguagem utilizando apenas um editor de texto e um browser para rodar os resultados, já que praticamente todos os navegadores de hoje suportam a linguagem.

Nesse pequeno tutorial, você já consegue brincar um pouco com a linguagem e lançar os seus primeiros códigos JS.

Python

Outra linguagem que muitos tem utilizado para iniciar o seu aprendizado na área é o Python. A linguagem foi criada visando ser simples em sua escrita. Aqui no nosso blog temos um post que foca em exaltar essas características da linguagem: facilidades e o que faz a tecnologia ser uma ótima escolha entre os iniciantes. Não deixe de ler!

Servem apenas para iniciantes?

Muitas pessoas, por uma razão psicológica que eu desconheço, ao saber que algo é bom para iniciantes, logo acabam menosprezando esse “algo”. Nesse caso, as linguagens acima. Se você fez essa conexão, não se engane! Tanto Python, quanto JavaScript estão entre as principais linguagens do mercado. Python é uma linguagem excelente para o desenvolvimento de aplicações inovadoras que usem algoritmos de aprendizado de máquina (Spotify, por exemplo), enquanto o JavaScript é considerada a linguagem mais utilizada no mundo, estando presente em praticamente todos os sites da web e, atualmente, sendo utilizada até para a manipulação de banco de dados NoSQL. Portanto, não cometa esse erro de menosprezar essas duas tecnologias!

Na Becode, temos cursos introdutórios para Python e para JavaScript. No caso do curso de JavaScript você verá como ele pode ser útil no front-end de uma aplicação, em conjunto com as tecnologias HTML e CSS.

Espera, não sabe o que é front-end? Vamos explicar isso no próximo tópico!

Linguagens front-end

Front-end é o nome dado para as tecnologias que envolvem o que o usuário vê ao utilizar uma interface web (site). Por exemplo, quando você digita “facebook.com” no navegador, tudo o que você vê ali é feito com o auxilio de linguagens front-end. São elas que moldam as telas, cores e formatos exibidos. Nesse artigo que publicamos no blog da KingHost, você pode entender um pouco mais sobre essa categoria e outras.

Entre as muitas tecnologias utilizadas na área, para iniciantes, destaco as seguintes:

  • HTML
  • CSS
  • JavaScript
  • jQuery

Isso é apenas uma pequena amostra do que existe no mundo do front-end. Sendo que, da lista acima, apenas o JavaScript é considerado uma linguagem de programação. Então, se você gosta da área de desenvolvimento de sites e aplicações web, da parte visual e de interação com o usuário, pronto! Você acaba de unir o útil ao agradável.

Front-end + Facilidade

JavaScript é a principal linguagem da categoria front-end e também é uma excelente linguagem para iniciantes na área, como comentamos no tópico anterior. Sendo assim, dê uma olhada no nosso curso de front-end para iniciantes. Pode ser um ótimo start para você, já que é um curso básico, para iniciantes começarem a construir seus primeiros sites e aplicações com HTML, CSS e JavaScript!

Linguagens back-end

Utilizando o mesmo exemplo acima do “facebook.com”, quando você digita o endereço e todas as informações aparecem, de onde elas foram tiradas? Como o sistema sabia que deveria pegar as fotos e eventos de você, e não de outra pessoa?

É aí que entram as linguagens back-end. São elas que tratam as informações que você irá colocar na interface, como os termos de busca ou URLs. Estas informações são buscadas nos banco de dados, graças a ajuda das linguagens back-end.

Entre as linguagens back-end mais conhecidas, destaco:

  • PHP
  • Ruby
  • Java
  • C#
  • Python
  • JavaScript
  • Swift
  • C
  • C++

Python e JavaScript você já conhece, certo? Pois é, Python é uma linguagem back-end, enquanto JavaScript pode ser ambos (Sim! Muita gente acha que JS é só front-end, mas não. Leia sobre banco de dados NoSQL.)

Outras 5 alternativas back-end

Além dessas duas linguagens citadas, precisamos dar mais destaque ainda para mais cinco linguagens exclusivamente back-end: PHP, Ruby, Java e C# e C. PHP e Ruby, poderiam até ser incluídas no tópico que falamos sobre “facilidade de aprendizado”, pois também são linguagens extremamente acolhedoras entre os iniciantes.

  • PHP, assim como o JavaScript, é uma linguagem extremamente utilizada no mundo. Muito presente em sites ao redor do mundo (o facebook já foi todo em php) e bastante utilizada entre as agências digitais.
  • Ruby não tem a mesma fama que o PHP, mas é uma linguagem excelente para começar. Até o slogan da linguagem induz a isso “o melhor amigo do programador”. Geralmente, Ruby é geralmente utilizada em conjunto com o framework Rails (Ruby on Rails), o que facilita muito para o programador. Até temos um artigo que fala especificamente sobre essa dinâmica, não deixa de conferir!
  • Java e C# podem ser mais desafiadoras para desenvolvedores de primeira viagem. Contudo, são linguagens que possuem extensa documentação e empresas grandes por trás. Respectivamente, Oracle e a Microsoft. Sendo assim, você já deve imaginar que são linguagens que apresentam altos índices de empregabilidade, pois as empresas usam muito os produtos dessas empresas. Por isso, procuram profissionais que possam dar o devido suporte. Nesse artigo, comentamos mais sobre essa dinâmica, no caso da linguagem Java. Sendo assim, se o seu negócio é estabilidade, recomendo que você aceite o desafio extra e talvez comece por Java ou C#.
  • Por último, mas não menos importante, temos C. Só para deixar claro, C não é uma linguagem fácil. Muito menos, agradável aos iniciantes. “Tá, então porque diabos ela está aqui!?”. Por um motivo só. C é considerada a mãe das principais linguagens do mercado de desenvolvimento. Até por isso que as faculdades brasileiras tendem a ensinar essa linguagem em seus cursos. Se você aprende C, tudo fica mais fácil na vida. Mas repito! Não é uma linguagem tão amigável quanto as outras.

Back-end + Facilidade

Opte por Python, Ruby ou PHP. Qualquer uma dessas vai facilitar o seu entendimento sobre programação. Na Becode, temos um curso super completo sobre Ruby on Rails e também possuímos um treinamento em Python para Iniciantes. Não deixe de dar uma olhada.

Back-end + Empregabilidade

Opte por Java ou C#. Repetindo, não será tão fácil de aprender quanto as outras. Principalmente, se você for um desenvolvedor de primeiro viagem. Contudo, se você tem uma certa urgência em entrar na área e de fato começar a ganhar dinheiro, vá por esse caminho.

(Isso não quer dizer que com as outras linguagens isso não seja possível, não foi isso que eu disse. O que disse é que Java e C# demandam mais profissionais, de uma forma mais frequente. Simples assim.)

Aqui na Becode, temos um curso chamada “Java para Iniciantes”. Se o seu interesse é no Java, está fortemente recomendado.

Back-end + Compreensão ampla

Se você quer ter uma compreensão mais ampla e saber como tudo começou, aprenda C. Não é a toa que existem diversas linguagens com “C” no nome (C#, C++, Objective-C). Sim, isso vem da original, a linguagem C. Uma vez que você aprende C, o mundo e universo da programação torna-se mais simples.

E aí, já sabe por onde começar?

Como vimos, o mundo do desenvolvimento é vasto e existem inúmeras áreas para entrar. Você pode construir sites, programas e aplicativos móveis de maneira relativamente tranquila, basta apenas dar o primeiro passo em sua trajetória profissional como desenvolvedor de software. Em muitos casos, esse primeiro passo pode ser a escolha de uma linguagem de programação para iniciar os trabalhos.

Ainda, se você deseja, logo de início conseguir criar aplicações completas, sem precisar de uma equipe de desenvolvimento. Aprenda uma linguagem back-end e, após, uma linguagem front-end. Assim, você irá realizar o processo completo e sua aplicação terá, tanto interação com o banco de dados, quanto a parte de interface com o usuário.

Por outro lado, ser um especialista em uma tecnologia especifica também é interessante. Claro, você terá menos oportunidades como um todo, mas quando a chance aparecer, o desenvolvedor que é especialista é muito mais valorizado. Principalmente em empresas maiores, onde existem equipes de desenvolvimento.

Contudo, essas são preocupações futuras. Por hora, o mais importante é começar de alguma forma. Nesse sentido, esperamos que esse post tenha ajudado você a tomar uma decisão. Se ainda ficaram dúvidas não deixe de comentar abaixo. Teremos prazer em responder. Bons estudos e até a próxima!

 

Curso Online de Python para Iniciantes | Becode

10 de julho de 2017

2 comentários

  1. Para ser sincero prefiro iniciar com algo mais completo como C, é mais difícil, mas para aqueles que se esforçarem terão bagagem suficiente para migrar rapidamente para outras linguagens. Já para aqueles que começam com as fáceis como python acabam tendo de aprender conceitos básicos de outras linguagens tornando a adaptação mais lenta.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © Becode. Todos os direitos reservados.

Login

ACESSAR COM

FACEBOOKGOOGLE CRIAR CONTA
Criar conta Back to login/register

Envie para um amigo