Plano de carreira: a estratégia para garantir o seu futuro na TI

O profissional de Tecnologia da Informação (TI) passou a ocupar papel central nas organizações durante o final do século XX. Especialmente durante a década de 90, quando a internet passou a estar acessível a todos e os PCs começaram a dominar o mundo.

Não significa que esses profissionais já não ocupassem papéis chaves em outras épocas. Contudo, é possível considerar esse período como o grande “boom” que arrastou milhares de, então, jovens para a carreira do futuro.

Essa perspectiva de crescimento e relevância do profissional de TI ainda é notoriamente observada. A prova disso é que há especialistas diversos que defendem que saber programação, no futuro, ocupará o espaço que o inglês detêm hoje, em termos de importância para a economia.

Para reforçar esse ponto de vista: previsões indicam que em 2022 serão necessários mais de 400 mil profissionais de TI para atender às demandas do mercado, apenas no Brasil. O que comprova que o aquecimento desse setor está apenas na fase inicial, mesmo com o cenário econômico delicado que vivemos nos últimos anos.

“Tá, mas o que isso quer dizer?”

Que o profissional de TI deve ficar tranquilo e apenas esperar as oportunidades chegarem? Claro que não! Se a demanda está em uma crescente, a oferta também! Há milhares de jovens ávidos para ocupar uma vaga na área.

Por isso, para aqueles que pretendem se destacar no mercado e galgar as melhores posições, contar com um plano de carreira é fundamental! E é exatamente sobre isso que esse post irá tratar: como elaborar um plano de carreira vencedor para área de TI!

Mas afinal… o que é um plano de carreira?

Em empresas, o plano de carreira é um programa estruturado para orientá-lo no seu desenvolvimento profissional. Serve como um guia, apontando o seu caminho dentro de uma organização. Nele, você encontra as competências necessárias para alcançar determinada posição, bem como, as expectativas da empresa com relação a determinado cargo.

Por outro lado, o plano de carreira é uma ferramenta que pode e deve ser utilizada pelo indivíduo profissional, independente da existência de uma organização por trás ou não. Aliás, todo profissional de sucesso possui um planejamento para a sua carreira, pois trata-se de um mapa de objetivos profissionais e das ações necessárias para alcançá-los! A partir disso, o profissional tem muito mais controle sobre a sua situação atual e futura. Desta forma, aumentando significativamente suas taxas de sucesso na profissão.

Pensando nisso, separamos 5 dicas para te ajudar a elaborar o melhor plano de carreira adequado a sua realidade, objetivos e metas profissionais dentro do universo da tecnologia!

1. Defina seus objetivos

Pode parecer óbvio, mas a verdade é que muitos profissionais, quando questionados sobre onde gostariam de estar daqui a cinco anos, por exemplo, não sabem responder. Se você já participou da montagem de escopos de projetos vai ficar fácil. O processo aqui é parecido, só que é feito com a sua vida profissional.

O exercício de definir objetivos pode ser cansativo e, às vezes, inócuo, mas é fundamental para balizar suas ações futuras. Portanto, a dica aqui é: defina dez coisas que gostaria de obter em um período de três anos, sendo cinco no aspecto pessoal e cinco no profissional.

Escreva cada um desses objetivos e estabeleça prazos para início e término, recursos financeiros e humanos necessários e demais detalhes que você julgue necessários para chegar lá. Também é importante definir as etapas/fases, estabelecer critérios avaliativos e as interferências que podem ocorrer no meio do caminho.

2. Estude os cenários possíveis

Entenda os possíveis cenários

Busque compreender o seu cenário atual e faça uma análise sobre aquilo que lhe impacta positivamente ou negativamente. A partir disso, projete um cenário futuro, fazendo um exercício de buscar as perspectivas para sua vida profissional e pessoal.

IMPORTANTE: o aspecto pessoal impacta sim no âmbito profissional. O contrário também é verdadeiro!

Nesse momento é importante distinguir o que é uma oportunidade e o que é uma ameaça aos seus planos. Para o segundo caso, estabeleça um plano de prevenção, isso irá ajudar a contornar possíveis obstáculos.

3. Faça uma auto avaliação

SteveJobs (1)

Você conhece suas habilidades, competências e pontos fortes?

Se a sua resposta for “não” ou você titubeou com essa pergunta, está na hora de promover uma pequena jornada de autoconhecimento.

Tipo o Steve que foi fazer essa viagem na Índia. Por incrível que pareça, essa viagem foi fundamental para a criação de uma das empresas mais valiosas dos últimos tempos, a Apple. Claro, você não precisa ir tão longe para se conhecer…

Pense nas coisas que você sabe fazer melhor, pergunte-se quais são as suas realizações, descubra qual área você possui mais conhecimento e/ou facilidade, entenda a sua real capacidade de terminar as coisas que começou. Afinal, só ter iniciativa nem sempre é suficiente.

É imprescindível conhecer seus pontos fortes, para assim, trabalhar de forma a destacá-los. Porém, mais importante ainda é fazer o mesmo quanto aos seus pontos fracos. Somente refletindo e estando ciente da existência e gravidade deles é que será possível aprimorá-los ou supri-los com ideias alternativas.

Um exemplo:
Suponha que um de seus objetivos seja trabalhar com Internet das Coisas. Porém, seu conhecimento sobre linguagem python é próximo ou igual a zero. Esse é um ponto fraco que deve ser trabalhado. Fato que nos leva à próxima dica:

4. Mantenha-se atualizado

Ao contrário de outros segmentos de mercado, onde as mudanças se dão de forma lenta e gradual, as mudanças na Tecnologia da Informação ocorrem muito rapidamente. Logo, é fundamental estar sempre atento a novas linguagens, tecnologias, métodos, enfim… atualizações como um todo.

Separe tempo e recursos financeiros para a realização de cursos, sejam eles presenciais ou online. Aprimore, assim, seus conhecimentos e esteja preparado para as oportunidades que surgirem.

Lembre-se que conhecimento é poder e provavelmente é o melhor investimento que você poderá fazer. Isso sem falar que o retorno dessa aplicação não depende de terceiros. Depende apenas de você!

4. Fortaleça seu marketing pessoal e networking

LinkedIn (1)

Você pode se considerar o rei do Javascript e outras linguagens, mas se ninguém souber disso – além de você – pouco importará para o desenvolvimento de sua carreira. Hoje, com todas as possibilidades que a internet nos oferece, realizar marketing pessoal e networking com pessoas que trabalham na sua área é um processo mais fácil que há alguns anos atrás.

Aliás, escrevemos um artigo que irá te dar um passo a passo para criar um perfil vencedor no Linkedin, rede social fundamental para iniciar ou solidificar uma rede de contatos profissionais.

Além do perfil profissional, manter um blog e participar de grupos de discussão no Facebook e Linkedin também são ótimas opções de networking e fortalecimento do seu marketing pessoal. Desta forma, o profissional se atualiza com o mercado (grupos de discussão) e também começa a formar uma rede de contatos consistentes. Esta rede é fundamental para a abertura da porta de entrada para oportunidades mais valiosas!

Atividades presenciais também complementam a sua experiência na área e ajudam a manter-se por dentro das novidades. Participar de palestras, workshops, congressos e outras atividades voltadas ao setor também podem aprimorar e ampliar sua rede de networking.

5. Monitore e meça resultados

Quando você implementa um sistema ou coloca um site no ar, você monitora seu funcionamento com métricas. Certo? Então por que não fazer o mesmo com um plano que contenha os objetivos de sua vida?

A cada final de ciclo, determinado nas fases/etapas de seu plano, verifique se os objetivos foram cumpridos, quais ações foram assertivas e quais deram errado e o porquê disso. Avalie novamente o cenário, as oportunidades e os imprevistos que ocorreram no meio do caminho.

Assim, além de acompanhar o andamento de sua carreira, saberá como melhor agir em situações que possam vir a se repetir. Também será mais fácil antecipar circunstâncias adversas.

Conclusão

A alta demanda do mercado por profissionais de TI qualificados é latente. A atuação e influência dessa área nas organizações está aumentando progressivamente. Fato que atrai milhares de jovens considerados nativos digitais, bem como, consolida àqueles que foram pioneiros na área.

Para aqueles que pretendem se destacar e alcançar o sucesso profissional, estabelecer um plano de carreira é obrigatório. Desta forma, seus esforços serão otimizados e suas atitudes e decisões irão convergir exclusivamente para o seu crescimento profissional na área de TI.

Última dica: converse com as pessoas que ocupam os cargos que você almeja conquistar, ou com quem já está trilhando um caminho semelhante ao que você escolheu. Escute a voz da experiência, isso com certeza irá render bons frutos e evitar possíveis tropeços!

Para te ajudar nessa jornada, elaboramos um infográfico com as principais áreas do mercado de TI. Faça o download e aproveite para entender um pouco mais sobre as atividades de cada profissional e ver em qual você se encaixa melhor. No mais, espero que você tenha gostado do post! Fique à vontade para deixar suas dúvidas, sugestões, elogios e críticas nos comentários abaixo. Até a próxima!

 

Perdido no universo da TI? Veja o nosso Infográfico com as rincipais áreas de atuação do mercado de TI

 

Keise de Leone Marques

Escrito por Keise de Leone Marques

Comunicadora dedicada à tecnologia da informação e MBA em Marketing Digital. Fã da análise de dados, curiosa por Big Data e Internet das Coisas. Nas horas vagas, procura agregar conhecimentos com novas certificações. Objetivo: aliar Comunicação e Tecnologia da Informação para revolucionar o mundo.

12 Comentários

Leave a Reply
    • Oi Fernando! Muito boa sua sugestão, já coloquei na nossa lista de publicações 😀 Acompanhe o blog que em breve postaremos sobre o assunto! Abraço!

  1. Parabéns pelo post, me deu uma clareza muito grande sobre como seguir de agora em diante em meio as minhas decisões, e me mostrou o que devo fazer para melhorar as habilidades que já tenho, assim como por onde seguir para alcançar novas habilidades, tanto no ambiente profissional, quando no pessoal. Pois uma coisa está atrelada a outra, pra você ir bem no profissional, tende está bem no pessoal, e vice-versa, no mais tenho só a agradecer a contribuição que o seu post deu não somente a mim, mas a todos que participam do convívio diário com a Becode.

    Parabéns e sucesso em sua carreira!

    • Oi Diego! Apesar de ser fundamental saber separar os problemas da vida profissional dos problemas da vida pessoal – principalmente para manter a qualidade da nossa saúde mental 😛 -, é bem como você falou, o desenvolvimento em ambos os lados está totalmente interligado. E lembre-se sempre de monitorar os resultados, isso vai ser importante para que seu plano de carreira não morra no primeiro estágio, ou logo que alcançar os objetivos iniciais. Obrigada pelo seu comentário e por compartilhar comigo o seu entendimento, fiquei muito feliz! Sucesso na sua carreira também! Até mais 🙂

  2. Estou no primeiro período de Ciência da Computação, já sou técnico mais nunca trabalhei na área, pelo contrário, trabalho com vendas, e devo admitir que é muito difícil conciliar uma carreira que nada tem haver com o que se estuda todos os dias, mas ainda não tinha parado pra ler algo sobre planos de carreira pra áreas de T. I. na região Norte não há tanta disputa com pessoas da área, mas também não há muitas vagas. Mas com as dicas dadas aqui, percebi que vou ter que passar umas noites acordado pra melhorar meu conhecimento. Um ótimo post.

    • Oi Alexandre! Realmente, não é fácil ingressar no mercado de TI, exige bastante conhecimento. Mas com alguns anos de dedicação e esforço, você vai conseguir atingir o seu objetivo. E eu garanto que lá na frente você vai ver que valeu a pena todo o seu esforço! Entendo que é bem complicado conciliar áreas totalmente distintas, realmente exige bastante do cérebro. Mas você disse que já está cursando Ciência da Computação, eu aconselharia você a tentar conseguir um estágio na área. Você vai ver que isso melhora consideravelmente o seu aproveitamento nas aulas. E enquanto não consegue uma vaga de TI, continue estudando e se especializando. Cursos online são ótimas alternativas para quem quer estudar conteúdos extras, mas já está cursando algo presencial, ou não tem tempo para se deslocar até uma escola, por exemplo. E conte com a Becode no que você precisar, ok? 🙂 Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP 10 principais SGBDs do mercado Mundial | Becode

TOP 10 principais SGBDs do mercado global!

Por que devo aprender Ruby on Rails? Veja 9 razões!

Por que devo aprender Ruby on Rails? Veja 9 razões!