Carreira na TI depois dos 30? Veja 10 dicas para vencer o preconceito!

Por ser um setor diretamente relacionado à tecnologia, é natural que o mercado de trabalho de TI seja dominado por jovens. Porém, isso não é regra, muito menos um pré-requisito.

Em outras palavras, não existe uma idade máxima para trabalhar na área de TI. Existem perfis de empresas que optam pela “juniorização” e perfis de empresa que preferem profissionais mais experientes. O difícil é descobrir isso antes da entrevista.

Independente do tipo de empresa, uma coisa é mais que certa. O profissional precisa estar atualizado com as tendências e tecnologias do mercado de trabalho (metodologias e tecnologias).

Pensando nesse contexto, se você tem mais de 30 anos, é um profissional de TI experiente e busca uma recolocação no mercado de trabalho, a experiência que você possui já irá contar muito, mas é necessário atualizar o currículo com as novas tecnologias que o mercado está exigindo. Já, se você não tem experiência e deseja ingressar na área agora, antes de procurar por vagas, você precisa procurar por cursos e experiência.

Sendo assim, separamos algumas dicas para você se dar bem nos processos seletivos, independentemente da sua idade!

1. Currículo é tudo

CV importante

Sim, você trabalhou a vida inteira, tem diversas experiências e histórias profissionais relevantes que poderiam impressionar muitas pessoas. Portanto, nada mais justo do que listar tudo isso em seu CV, certo? NÃO!

Não adianta ter um currículo de 10 páginas, cheio de habilidades e ferramentas que não possuem relação com a vaga ou foram esquecidas com o tempo. O seu recrutador não irá ler! Pelo contrário, talvez até te elimine por isso.

Para evitar isso, faça um filtro do que realmente está sendo utilizado no momento e atualize seu currículo de acordo com essas exigências. Línguas, tecnologia, experiência profissional. Tudo conta, desde que esteja de acordo com que as empresas buscam. E, claro, mantenha o seu currículo curto e resumido. De preferência, passe para outra pessoa revisar a gramática e layout, uma segunda opinião é sempre fundamental.

Caso você queira se aprofundar no assunto CV, nesse post você encontra diversas dicas para agarrar as vagas no mercado de TI, entre elas, algumas sugestões sobre o que colocar no seu CV, confira!

Ah, e lembre-se! O seu Linkedin também conta como CV! Portanto, mantenha sempre o seu Linkedin atualizado, o seu recrutador com certeza irá visitar o seu perfil.

2. Estude muito, faça cursos!

Costumo falar que o profissional de TI estuda mais que um profissional de medicina. Claro, muitos irão discordar, mas tenho certeza de que muitos irão concordar também!

Pensando nisso, é óbvio, para trabalhar com TI, você precisa estar estudando e reciclando seus conhecimentos a todo momento. Portanto, se você não possui determinada habilidade/qualificação que o mercado está exigindo muito, não fique parado, faça cursos de curta duração para conquistá-la!

3. Abuse de  suas referências profissionais

Referencias Profissionais (1)

Com certeza, devido a sua trajetória profissional, isso será um diferencial com relação aos candidatos mais jovens. Mesmo que a referência profissional não seja da área de TI, ela será importante para atestar sobre a sua personalidade, caráter e características profissionais. Dependendo da vaga, isso pode ser ainda mais relevante do que as habilidades técnicas por si só.

4. Utilize sua idade como vantagem

Uma idade mais avançada pode significar experiência, maturidade e perfil de liderança. Como o mercado é dominado por jovens, sua idade pode ser um diferencial na hora de liderar uma equipe ou no próprio relacionamento entre os colegas. Use isso a seu favor no currículo e na entrevista de emprego. Demonstre confiança!

5. Esteja disposto a sacrifícios

Sim, é duro, mas talvez você precise se sujeitar a uma redução salarial, pelo menos no primeiro ano. Principalmente, se você está em busca de uma recolocação no mercado de TI. Sim, pode parecer sacanagem, mas pense pelo lado do recrutador: ele não te conhece ainda e provavelmente pode escolher entre diversos candidatos para a mesma vaga. Você é uma aposta para a empresa. Portanto, não deixe que o salário seja uma barreira para você conquistar uma determinada vaga!

6. Busque formas de se integrar com os mais jovens

Não estou falando para você se vestir de maneira descolada e muito menos sair falando gírias por aí. Entretanto, você precisa tentar falar a mesma “língua” que o público mais jovem. Do seu jeito, é claro. Enfim, procure se integrar, fazer parte da equipe, compartilhar interesses e conversas.

Além disso, enxergue seus colegas de trabalho mais jovens como profissionais da mesma equipe e não como concorrentes. Afinal, o orgulho não é bem visto na maioria das empresas modernas. Diferente do que ocorria há alguns anos atrás, onde em muitos casos, a concorrência entre profissionais da mesma equipe irá incentivada.

7. Vença o preconceito!

Preconceito profissional (1)

Sim, há o preconceito contra profissionais seniores. No entanto, você não pode deixar isso te abalar. Caso contrário, você já entra em uma entrevista com menos chances de ser contratado, pois o recrutador não irá ver uma pessoa confiante, mas sim um profissional abalado e inseguro. Pensando nisso, vá para as entrevistas sem medo ou insegurança. Afinal, a idade não é o fator decisivo, mas sim o que você sabe e como você pode agregar para aquela determinada organização. Aliás, sempre saiba responder a pergunta:

“Como você pretende agregar valor a essa equipe?”

O recrutador precisa saber o porquê ele deve optar por você e não por qualquer outro profissional que tenha se candidatado.

8. O importante é gostar e se dedicar

Como em qualquer área, o mais importante é que você ame o que faz. Isso vai fazer com que você se dedique com prazer ao seu ofício, busque novas formas, tecnologias e métodos; se adapte aos novos modelos de empresa; e, principalmente, trabalhe com realização. Tenha certeza, isso irá facilitar a sua busca por recolocação!

9. Onde procurar vagas?

Agora que você já leu nossas dicas, é hora de começar a busca por vagas e colocar na prática. Pode ser que você tire de letra e consiga uma recolocação rapidamente, como também pode ser que não. Portanto, seja paciente!

Procure por vagas nos principais sites para isso. Ou ainda, utilize as redes sociais. Tanto o Facebook, quanto o Linkedin possuem grupos onde o foco é a divulgação de vagas de emprego com foco na TI. Tente achar um grupo para a sua região. Peça para participar e monitore as atividades até você achar uma vaga que se enquadre no seu perfil. Contudo, não seja muito criterioso. Em outras palavras, não economize candidaturas!

10. E se tudo der errado!?

Quando tudo dá errado! | Carreira na TI depois dos 30?

Sim, é uma missão difícil, você precisa ter um plano B. Duas alternativas excelentes são: empreender ou trabalhar de forma freelancer. Em ambos os casos, a experiência conta a seu favor e, nesse caso, o preconceito está do lado do jovem. Ao contratar um serviço, o contratante vislumbra, na imagem do prestador de serviços, um profissional fantástico, experiente e mais “velho”. Capaz de repassar o conhecimento adquirido ao longo dos anos.

Além disso, nesses casos, quanto mais diversificado forem os seus conhecimentos, maiores as chances de você conseguir os famosos “jobs”. E, pelo contrário, quanto mais especialista você for em uma determinada tecnologia, mais cara será a sua hora técnica para realizar determinado serviço.

Enfim… siga as dicas acima, mas se tudo der errado, veja também os principais sites para freelancers. Provavelmente você irá conseguir trabalhos na TI, mesmo não sendo aquilo que você procurava em primeiro lugar, pois a TI está sempre contratando profissionais qualificados. Você só precisa se certificar de que você tem as qualificações necessárias!

Resumindo…

Carreira de TI depois dos 30? Sim, é possível! Como já vimos, idade máxima não é requisito para conseguir um emprego na área de TI. O mais importante é o seu currículo e a sua experiência profissional estarem de acordo com o que o mercado de trabalho tem exigido dos profissionais.

Em outras palavras, empresas buscam profissionais atualizados. A tecnologia está em mudança constante e ano a ano apresenta mudanças significativas, surgem novas ferramentas, formas de trabalho e por aí vai. Por isso, é essencial que você se atualize e atualize o seu currículo para concorrer a uma vaga. Estude e faça muitos cursos.

Além disso, utilize sua idade como um diferencial importante quando o assunto é liderança, porque isso pode representar mais experiência e maturidade, valores extremamente valorizados pelas empresas. Então, busque uma vaga sem medo e boa sorte!

Se você não sabe por onde começar a busca por vagas do mercado de TI, dê uma olhada em nosso post onde listamos diversos sites que ajudam nessa procura, confira!

E, se tudo der errado, as empresas falharem em entender o seu valor, faça por conta própria! Empreenda, seja autônomo ou realize trabalhos freelancers. Acredite, hoje em dia está muito mais fácil do que você imagina.

 

Perdido no universo da TI? Veja o nosso Infográfico com as rincipais áreas de atuação do mercado de TI

Becode

Escrito por Becode

Nascemos para ser a sua fonte descomplicada de informações e aprendizado em programação e desenvolvimento. Por isso, aqui você encontra diversos materiais gratuitos, ebooks, posts, quizes, além de recomendações para os melhores cursos online da web. Esperamos que você goste!

19 Comentários

Leave a Reply
  1. Obrigada mesmo por esse post! Estava meio desanimada a voltar, mas as dicas ajudaram bastante! Estou parada ha quase 4 anos e agora vou me dedicar a tirar uma certificacao SQL Oracle!

    • Elaine, que bom que te ajudei!

      Não desanime, siga em frente e se motive! Tenho certeza que vais conseguir e terá muito sucesso!

      Retome os estudos devagar, estabeleça objetivos a curto prazo e mais fáceis de alcançar, desta forma você vai subindo um degrau de cada vez e automaticamente você estará mais preparada e motivada a alcançar os objetivos mais difíceis, evitando a frustração!

      Qualquer coisa que precisar, conte comigo!

      Grande abraço

  2. gostei muito da matéria.. tenho 34 anos trabalho na área de educação e estou iniciando um faculdade de Sistemas de informação..sou apaixinado por tecnologia e fico pensando… “pow…será se estou velho pra começar uma nova carreira?” mas vou firme.. e vamos pra luta

    • Opa Berg!

      Que bom que você gostou da Matéria!

      Você não está nada velho para começar algo ou recomeçar uma carreira! Basta dedicação e amar o que faz! Fazendo isso com certeza terá sucesso!
      Minha dica é que você deve se tornar um especialista em alguma área na tecnologia para que você se torne o melhor no que faz.
      Recentemente eu li uma reportagem sobre a Netflix, onde perguntam para um funcionário deles se a equipe é muito jovem, o profissional responde que não, pois eles contratam os melhores e não os mais jovens.

      Então, resumindo, você deve ser o melhor no que faz e acreditar nisso, tenho certeza que terá sucesso se seguir essa dica!!

      Sucesso e boa sorte!

      Qualquer coisa que precisar, conte comigo!

  3. Excelente esse texto!!! Dialoga bastante com o meu momento atual (acima de 30 e desempregado). Vou por todas essas dicas em prática! Muito Obrigado!

  4. Olá, estou com 34 anos e trabalho na área de manutenção. Agora estou estudando python e c++. Vc acha que ainda seria vantagem me especializar nessa área tendo uma idade avançada?

    • Paulo, o trabalho como freelancer não vai perguntar a sua idade. Contudo, se você não tem um bom MKT Pessoal, você irá penar para conseguir bons trabalhos, com boas remunerações. Já, empregos formais, irão perguntar a sua idade e, nesse caso, a idade avançada pode ser uma desvantagem (não deveria ser), mas é assim que o mercado atual pensa. Recomendo que você procure vagas no mercado formal, mas fique de olho no mercado freelancer. Já se cadastrou em sites freelancer? Dê uma olhada nesse post aqui. Abraços!

  5. Oi, vou completar 30 anos daqui a 2 dias e sempre gostei de tecnologia, por ter sido pai cedo e correr atras de trabalho para sustentar minha família nunca fiz nenhum curso em TI e sim formação técnica em outra área que não tem nada haver com TI e não sou feliz exercendo a minha profissão atual, estou pensando em fazer um tecnólogo em banco dedados e certificações, porem tenho medo de não conseguir adentrar no mercado pela idade considerando que demorarei uns 3 anos até ter uma formação. Qual o seu conselho?

    • Meu conselho é, não espere os 3 anos para começar a buscar algo. Faça o técnico, mas também faça cursos online. Alguns cursos online te dão a possibilidade de aprender em um mês o que você aprenderia em 3 anos de faculdade. O curso superior é importante para ter o diploma e para poder estagiar também (isso facilita bastante). Dê uma olhada nesses cursos aqui. Abraços!

  6. Meu conselho é, não espere os 3 anos para começar a buscar algo. Faça o técnico, mas também faça cursos online. Alguns cursos online te dão a possibilidade de aprender em um mês o que você aprenderia em 3 anos de faculdade. O curso superior é importante para ter o diploma e para poder estagiar também (isso facilita bastante). Dê uma olhada nesses cursos aqui. Abraços!

  7. Tenho 38 anos e vou começar um tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Já estou estudando Lógica de Programação . Espero entrar no mercado como clt ou freelancer mesmo.

  8. Olá. Obrigado pelas dicas. tenho 46 anos e não sei nada de programação. mas quero ingressar nessa área. Estou fazendo uns cursos indicados daqui e vou correr atrás. Tenho uns amigos na área. Seu post me ajudou muito. Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Erro 404: o que é, exemplos e a importância para UX e SEO!

Erro 404: o que é, exemplos e a importância para UX e SEO!

O que é Programação Orientada a Objetos (POO) e porque você precisa saber!

O que é Programação Orientada a Objetos e porque você precisa saber!